QUADRIL LARGO!? APRENDA DISFARÇA-LO.

     Não é de hoje que ouvimos falar que as brasileiras são as mais encorpadas e tem o famoso corpo violão, ou seja, o típico corpo em formato triangulo ou pera. Onde os ombros são menores a cintura fina, já os quadris são mais largos, ganhando mais destaque que o busto



   A dica de hoje é para essas mulheres que assim como eu, muitas vezes tem dificuldade de combinar peças de roupas com o formato do corpo, e o objetivo é a harmonização entre o quadril e o ombro.


OQUE PODE USAR

     Todas as peças que evidencia a parte do ombros e busto, use e abuse de babados, cores vivas, estampas grandes, listras na horizontal, modelos de blazer e camisas acinturados, todo esse artifício vai aparentar ser maior que o real.

     Prefira modelos que tenhas miçangas, bordados, algum detalhe perto da gola, o mesmo serve para cachecóis e lenços amarrados.

     Aproveite e abuse de maxi colares, brincos e cintos na altura da cintura, isso fara que os olhares sejam todos para sua parte de cima do quadril.

     Na parte de baixo, você pode usar a top e queridinha do momento que são as calças flare com a boca equilibrada e a calça reta que equilibra bem com a parte de cima no caso de você querer usar uma peça mais justa. Pantalonas também pode, desde que seja reta e com um tecido maleável para deixar um caimento legal.



OQUE DEVE EVITAR

     Bolsa a tiracolo, calcas e saias muito justas, cintos caído na altura do quadril, babados na parte de baixo, listas horizontais, saias rodadas, pois esses modelos aumentam ainda mais o volume na região do quadril e é oque você menos quer nesse momento.

     Então, para ficar show, tire tudo que faça volume na parte de baixo, como pantalona, estampas. Calças e saias claras só é permitido se usar peças clara na parte de cima também criando um look monocromático.

     Essa são dicas para você que quer equilibrar seu estilo com seu formato de corpo, mas lembre-se que o corpo é seu, e as regras para ele quem faz é você, use o que te faz bem independente do que a sociedade impõe, eu conheço as regras, mas nem sempre as regras combinam com meus desejos de usar determinadas roupas, eu sigo meu instinto e sou feliz.
Tecnologia do Blogger.